Skip to content

Paulo Martins

outubro 6, 2012

Não podemos mais aceitar que em São Paulo sejamos assolados por uma onda de reacionarismo fascista como estamos vendo agora com a “popularidade” alcançada por certos candidatos. De um lado o inominável apelo à fé, que deslocada, por assim dizer, conduz o eleitor ao que não existe; de outro, um continuísmo travestido de novidade, que impele a classe média a uma suposta garantia de algo que não possui mais, dignidade.

Assim, me parece que a candidatura de Haddad é a única capaz de garantir uma gestão do município de acordo com os princípios de democracia e justiça social pelos quais sempre lutei e nos quais não deixarei de acreditar jamais.

Paulo Martins é professor de literatura na USP

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: