Skip to content

Por que ler o Programa de Governo de Fernando Haddad para a cidade de São Paulo nesta primavera?

outubro 6, 2012

A leitura é um ato político de interpretação da realidade e escrever, uma escolha que cria laço social, implica renúncia e tem um preço. Escolher é desejar. Seu preço não pode ser pago com “uma libra de carne”, mas enfrentando as pulsões destrutivas, agressivas, devastadoras e catastróficas criadas pelo processo civilizatório. Negar esse mal-estar na cultura é preservar-se na ignorância.

O ato de um candidato que escreve e assina uma proposta cultural com diretrizes para tornar a cidade de São Paulo mais humana é uma escolha pessoal e coletiva.  Pagar o preço de suas escolhas é responsabilizar-se por elas. Em política não há ingenuidade.

O candidato que não assume a responsabilidade por seus desejos e escolhas não escreve, nem assina proposta. E se ainda assim o faz, pode rasgá-la na esperança de que seu ato seja neutro e não o responsabiliza politicamente.

Não escrever é uma opção: cada um é livre para falar qualquer coisa, em qualquer lugar, como uma biruta que muda o discurso de acordo com o vento. Mas isso também tem um preço.

Maria Noemi de Araújo é psicanalista, doutora em Educação

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: