Skip to content

Wolfgang Leo Maar: “apoio a Fernando Haddad, para evitar que o passado se imponha ao futuro”

outubro 22, 2012

Como professor de uma universidade federal, eu não poderia deixar de recomendar o voto em Fernando Haddad. Posso falar de coisas concretas, feitas; não meras promessas.

Na sua gestão enquanto Ministro da Educação houve uma grande evolução do ensino superior público, que pode respirar após anos tenebrosos.

Na  UFSCar, por exemplo, o orçamento, que ficara estacionado durante o governo anterior, praticamente quadruplicou em relação a 2000.

O número de vagas do vestibular, que quase não se expandiu no governo tucano, praticamente duplicou. As vagas em cursos noturnos cresceram por volta de 300%. Os cursos de Pós-graduação aumentaram em torno de 70%.  A universidade instituiu políticas de inclusão e grande oferta de vagas na Universidade Aberta.

O número de professores, que diminuíra quase 20%, a um nível dramático, duplicou.

Há hoje quase uma centena de obras de todos os tipos sendo tocadas; é claro que na execução de algumas há problemas, mas estes casos não chegam a 10% do total e não ocorrem por falta de recursos federais.

Na Gestão Federal de que José Serra foi ministro praticamente não havia obras em universidades, pois o governo do PSDB abandonou deliberadamente as universidades federais, tratadas à míngua, a pão e água, numa política de óbvia privatização do ensino, quando houve a criação de centenas de faculdades privadas.

Tudo isto não é um caso isolado, restrito a uma instituição: deve haver muitas outras histórias assim.  Na gestão de Haddad no MEC foram criadas 14 novas universidades federais Brasil afora e mais de 100 campi  novos de universidades já existentes, que haviam ficado sem qualquer estímulo de crescimento no governo tucano.

Tudo isto não ocorreu apenas com as universidades: houve uma enorme expansão de Institutos Federais de Ensino, que na gestão Haddad aumentou em número igual ao de todas as gestões anteriores acumuladas…

Estas são razões muito fortes para se votar em Fernando Haddad. É para evitar que o retorno ao passado se imponha ao futuro.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: